AO ESPÍRITO SANTO

Divino Espírito Santo, santificador das almas, cuja natureza é bondade e cujo maior prazer é usar de misericórdia, olhai com olhos de compaixão as Almas do Purgatório que sofrem continuamente o tormento de não estar na vossa presença, que sois o único sumo bem, e que sofrem tanto mais quanto sabem que poderiam ter evitado muitos males enquanto estavam nesta vida e poderiam ter feito mais penitência dos seus pecados e afastar-se com maior solicitude das pequenas transgressões da vossa lei.

Vós que sois pai de toda a consolação, mitigai as suas penas: atendei as nossas súplicas. Tendo em conta a fidelidade com que Vos serviram na terra, esquecei as faltas que cometeram pela fragilidade da sua natureza. Fazei que sem tardança a luz suceda às trevas, o repouso ao trabalho, a alegria à tristeza, concedendo-lhes aquela eternas felicidade que prometestes a Abraão e a toda a sua descendência.

Dignai-Vos ainda fazer-nos compreender como é grande a dívida que contraímos com os nossos pecados, para que vivamos de modo a satisfazer todas essas dívidas até agora contraídas e a não contrair outras novas no futuro.

Virgem das Dores, oferecei os vossos méritos e valorizai a nossa oração para libertar das suas penas as Almas do Purgatório.

Pai Nosso, Avé Maria, Glória, 

Dai- lhes, Senhor, o eterno descanso entre os esplendores da luz perpétua. Que descansem em paz. Amem.

 

Contacto

Comunidade Católica de Evangelização Online nadateturbe@nadateespante.com