DOMINGO JESUS NO HORTO


 1. Meu amável  Jesus, ofereço-Vos pelas almas do Purgatório a Vossa santíssima Vida, a Vossa dolorosa Paixão, a Vossa morte cruel, o Sangue Preciosíssimo que derramastes, os tormentos e injúrias que suportastes, e tudo aquilo que fizestes e padecestes pela salvação do mundo.
Dai- lhes, Senhor, o eterno descanso entre os esplendores da luz perpétua.
Que descansem em paz. Amem.

 2. Meu amável Jesus ofereço- Vos pelas almas do Purgatório o pavor que assaltou o Vosso Coração no Horto quando, tremendo de horror, previstes todos os martírios que iam ser afligidos no dia seguinte à Vossa sensibilíssima humanidade Dai-lhes, Senhor, o eterno descanso entre os esplendores da luz perpétua. Que descansem em paz. Amem.
Dai- lhes, Senhor, o eterno descanso entre os esplendores da luz perpétua.
Que descansem em paz. Amem.


3. Meu amável Jesus, ofereço-Vos pelas almas do Purgatório a profunda tristeza que o temor da morte iminente Vos causou, pouco faltando para que a dor excessiva Vos matasse, como Vós mesmo manifestastes dizendo: A minha alma está tão amargurada, que já sente uma agonia de morte.
Dai- lhes, Senhor, o eterno descanso entre os esplendores da luz perpétua.
Que descansem em paz. Amem.

 
4. Meu amável Jesus, ofereço-Vos pelas almas do Purgatório o profundo ato de humildade que fizestes no Jardim das Oliveiras, ajoelhando-Vos para orar, caindo de rosto em terra, mais por obediência ao Pai que pela angústia que Vos oprimia.
Dai- lhes, Senhor, o eterno descanso entre os esplendores da luz perpétua.
Que descansem em paz. Amem.

5. Meu amável Jesus, ofereço- Vos pelas almas do Purgatório a oração que fizestes quando, em alta voz, pedistes ao  Pai que passasse de Vós o amargo cálice da Paixão, mas sujeitando-Vos à Sua Vontade rezando humildemente: Pai, não se faça a Minha Vontade mas sim a Vossa.
Dai- lhes, Senhor, o eterno descanso entre os esplendores da luz perpétua.
Que descansem em paz. Amem.

6. Meu amável Jesus, ofereço- Vos pelas almas do Purgatório a ardentíssima caridade com que no meio de tantas aflições Vos recordastes dos discípulos exortando-os a vigiar e a orar para que não fossem surpreendidos pela tentação.
Dai- lhes, Senhor, o eterno descanso entre os esplendores da luz perpétua.
Que descansem em paz. Amem.

7. Meu amável Jesus, ofereço- Vos pelas almas do Purgatório a Vossa santa perseverança na oração. Quanto mais Vos angustiavam as dores e tormentos que se aproximavam, mais levantáveis ao Céu as Vossas súplicas
Dai- lhes, Senhor, o eterno descanso entre os esplendores da luz perpétua.
Que descansem em paz. Amem.
 
8. Meu amável Jesus, ofereço- Vos pelas almas do Purgatório o conforto que recebestes do Anjo enviado pelo Pai Celeste, a fim de que a Vossa santíssima Humanidade não morresse de pura dor entre tantas angustias.
Dai- lhes, Senhor, o eterno descanso entre os esplendores da luz perpétua.
Que descansem em paz. Amem.
 
9. Meu amável Jesus, ofereço-Vos pelas almas do Purgatório o atroz e doloroso conflito que travaram em Vós a carne e o espírito, e a santa constância do Vosso Coração com a qual, superando a recusa do sentido humano, Vos dispusestes à morte pela salvação de todos.
Dai- lhes, Senhor, o eterno descanso entre os esplendores da luz perpétua.
Que descansem em paz. Amem.
 
10. Meu amável Jesus, ofereço-Vos pelas almas do Purgatório o Sangue que suastes não tanto por causa dos Vossos sofrimentos mas pela sua verdadeira causa, isto é, pelos inumeráveis pecados de todo o mundo.
Dai- lhes, Senhor, o eterno descanso entre os esplendores da luz perpétua.
Que descansem em paz. Amem.

CONCLUSÃO PARA CADA DIA

 Ofereço-Vos finalmente, ó amável Jesus, pelas almas do Purgatório todos os tormentos que sofrestes e eu ignoro. Pelos méritos de todas essas dores, peço-Vos que me perdoeis todos os pecados que, por negligência ou ignorância, eu não conheço.

 

Contacto

Comunidade Católica de Evangelização Online nadateturbe@nadateespante.com