90 – QUE É O ESCAPULÁRIO DE NOSSA SENHORA DO CARMO? 

É um pequeno hábito de pano (lã) que como sinal de devoção a Maria Santíssima, se traz aos ombros, pendendo uma parte ao peito, outra sobre as costas (do latim: scapulae=ombros).

 

91 -  A QUEM SE DEVE O ESCAPULÁRIO DO CARMO? 

Foi a própria Virgem Santíssima que o deu a São Simão Stock no dia 16 de julho de 1265, com a promessa: “Aquele que morrer revestido do escapulário, será preservado das penas do inferno. Este hábito é um sinal de salvação”. 

Mais tarde Nossa Senhora confirmou essas promessas ao Papa João XXII, acrescentando-lhes o privilégio sabatino.

 

92 – O QUE VEM A SER O PREVILÉGIO SABATINO? 

Nossa Senhora prometeu àqueles que morrerem com o escapulário, ajudá-los na hora da morte, consolar as suas almas no Purgatório e levrá-las de lá brevemente, no primeiro sábado depois da morte.

 

93 – QUAIS AS CONDIÇÕES PARA SE LUCRAR AS GRAÇAS DESTE PRIVILÉGIO? 

1) Para se obter a proteção de Nossa Senhora na vida e na morte:

a) Receber o escapulário, na forma prescrita, por um sacerdote autorizado;

b) Trazer piedosamente o escapulário de dia e de noite, vivendo uma vida cristã.

 

2) Para se lucrar o privilégio sabatino (além das condições acima): 

a) Guardar a castidade segundo o próprio estado;

b) Rezar todos os dias o Ofício Menor de Nossa Senhora do Carmo ou abster-se da carne nas quartas e sábados (o sacerdote pode comutar);

c) Guardar os jejuns e abstinências prescritos pela Igreja.

 

94 – É LÍCITO O USO DA MEDALHA EM LUGAR DO ESCAPULÁRIO? 

Sim, São Pio X autorizou a usar uma medalha que tenha de um lado a efígie do Sagrado Coração de Jesus e do outro lado a de Nossa Senhora em lugar do escapulário de pano. Com esta medalha a pessoa lucra as mesmas graças e privilégios anexos ao escapulário, inclusive o privilégio sabatino. É, contudo, preferível o uso do escapulário (AAS. 16/01/1911-ano I, vol. III, pags. 22-23).

 
É um pequeno hábito de pano (lã) que como sinal de devoção a Maria Santíssima, se traz aos ombros, pendendo uma parte ao peito, outra sobre as costas (do latim: scapulae=ombros).
 
 
91 -  A QUEM SE DEVE O ESCAPULÁRIO DO CARMO? 
 
Foi a própria Virgem Santíssima que o deu a São Simão Stock no dia 16 de julho de 1265, com a promessa: “Aquele que morrer revestido do escapulário, será preservado das penas do inferno. Este hábito é um sinal de salvação”. 
Mais tarde Nossa Senhora confirmou essas promessas ao Papa João XXII, acrescentando-lhes o privilégio sabatino.
 
 
92 – O QUE VEM A SER O PREVILÉGIO SABATINO? 
 
Nossa Senhora prometeu àqueles que morrerem com o escapulário, ajudá-los na hora da morte, consolar as suas almas no Purgatório e levrá-las de lá brevemente, no primeiro sábado depois da morte.
 
 
93 – QUAIS AS CONDIÇÕES PARA SE LUCRAR AS GRAÇAS DESTE PRIVILÉGIO? 
 
1) Para se obter a proteção de Nossa Senhora na vida e na morte:
 
a) Receber o escapulário, na forma prescrita, por um sacerdote autorizado;
 
b) Trazer piedosamente o escapulário de dia e de noite, vivendo uma vida cristã.
 
2) Para se lucrar o privilégio sabatino (além das condições acima): 
 
a) Guardar a castidade segundo o próprio estado;
 
b) Rezar todos os dias o Ofício Menor de Nossa Senhora do Carmo ou abster-se da carne nas quartas e sábados (o sacerdote pode comutar);
 
c) Guardar os jejuns e abstinências prescritos pela Igreja.
 
 
94 – É LÍCITO O USO DA MEDALHA EM LUGAR DO ESCAPULÁRIO? 
 
Sim, São Pio X autorizou a usar uma medalha que tenha de um lado a efígie do Sagrado Coração de Jesus e do outro lado a de Nossa Senhora em lugar do escapulário de pano. Com esta medalha a pessoa lucra as mesmas graças e privilégios anexos ao escapulário, inclusive o privilégio sabatino. É, contudo, preferível o uso do escapulário (AAS. 16/01/1911-ano I, vol. III, pags. 22-23).

Contacto

Comunidade Católica de Evangelização Online nadateturbe@nadateespante.com